Nossos links

www.marcio-marques.blogspot.com / www.blogmarciao.blogspot.com / www.creioemjesuscristo.blogspot.com / www.creiologoconfesso.blogspot.com

Quem é o Marcião?

Minha foto

Sou cristão. Creio em Jesus Cristo. 

domingo, 12 de abril de 2015

Somos mais que vencedores no Amor

Título: Somos mais que vencedores no Amor
Texto: Romanos 8.26-39
Tema: A vitória do amor de Deus no matrimônio
Tese: Deus é amor: É Deus por nós (Pai), Deus conosco (Filho) e Deus em nós (Espírito Santo); por isso, nossa suficiência está nEle, e somos mais que vencedores pela sua graça, em toda e qualquer situação.

Introdução
O Danilo e a Thaynara me pediram para trazer uma meditação a partir de Romanos 8.26-39 na cerimônia do seu casamento. Resolvi trazer o esboço da meditação (pois ao vivo, eu nunca consigo seguir o roteiro à risca). Assim, o texto bíblico acima foi lido na perspectiva da vitória do amor de Deus sobre as lutas, no contexto do matrimônio, parte importantíssima da totalidade da nossa vida.

1) Deus é por nós (vv. 31-32)
O Deus único e verdadeiro, criador dos céus e da terra, é o Deus Triúno: Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo. E Deus é por nós:
Deus, o Pai, é Deus a nosso favor;
Deus, o Filho, é Deus conosco ("Emanuel");
Deus, o Espírito Santo, é Deus em nós.
Como diria Agostinho de Hipona, Deus é amor, pois é o Amante (Pai), o Amado (Filho) e o Amor (Espírito). Deus é comunhão plena e perfeita. Não há na Trindade briga, mágoa, desentendimento. Deus é amor. Deus é por nós. Deus é comunhão plena e perfeita.

Por ser único, mas plural, Deus nos cria à nossa imagem e semelhança. A pluralidade na Trindade é manifesta na criação do ser humano: Deus cria macho e fêmea à sua imagem e semelhança. E, assim como o Pai, o Filho e o Espírito Santo são um só e o mesmo Deus, seu primeiro projeto para o ser humano é a família, na qual o homem e a mulher se tornam uma só carne.

O SENHOR Deus disse: "Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea" (Gênesis 2.18). Mas por que não convém que o homem esteja só? Porque Deus é amor, e criou o ser humano à sua imagem e semelhança. A antropologia afirma que o ser humano é, por natureza, duas coisas: social e religioso. Mas por que? Porque fomos criados para o outro, para relacionamentos plenos de amor e respeito, para a comunhão com Deus, com o próximo, consigo mesmo e inclusive com o restante da criação de Deus. Deus é amor, e o seu primeiro projeto para a humanidade é o matrimônio, a comunhão da família em comunhão com o Criador!

Mas o ser humano escolheu dar ouvidos à outras vozes, ao invés de ouvir a voz amorosa e maternal de Deus. O pecado gerou uma crise profunda em todas as esferas de relacionamento humanos: na relação com Deus (teológica), na relação com o próximo (sociológica), na comunhão consigo mesmo (psicológica), na comunhão com o restante da criação (ecológica). Mas como viver o projeto de Deus na família depois das crises que criamos, em razão dos nossos pecados?


2) Jesus Cristo é a nossa suficiência (vv. 33-36)

Deus está a nosso favor, conosco e em nós. NEle temos tudo o que precisamos para uma vida plena e feliz!

Jesus assumiu as nossas crises, fraquezas e pecados, e se entregou por nós na cruz, por amor. Mas Ele venceu, ressuscitou dentre os mortos ao terceiro dia, e a morte já não tem domínio sobre Ele. Tendo vencido, assentou-se à direita do Pai, e Reina Hoje! Ao lado do Pai, o Filho intercede por nós, juntamente com o Espírito Santo (Rm 8.26,34)!

Tudo o que precisamos, encontramos em Cristo. Nós amamos porque Ele nos amou primeiro. Ele perdoou a nossa dívida impagável de pecados, e nos ofereceu perdão. Em Cristo encontramos graça para o perdão dos nossos pecados, bem como para perdoar o próximo; e, todos perdoados, somos reconciliados com Deus. Tendo ressuscitado, Jesus enviou aos nossos corações o Espírito, no qual somos feitos filhos de Deus, no qual somos transformados de glória em glória. Em Cristo, encontramos tudo o que precisamos para uma vida feliz e realizada em família! Em Cristo, nem "tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada" podem nos separar do seu amor! A nossa suficiência está em Cristo: no seu amor, perdão e poder para uma nova vida no Espírito.


3) Somos mais que vencedores em Cristo (v. 37-39)

Nenhuma crise pode nos separar do amor de Deus. Somos mais que vencedores em Cristo, pois Ele já venceu, e a nossa vitória é dEle!

Há campeonatos que são disputados por pontos. Às vezes, ainda há várias partidas ou corridas pela frente, mas o vencedor já é conhecido por antecipação, pois as suas conquistas já lhe garantiram a vitória. Mesmo que o pior aconteça, nada vai mudar o fato de que o vencedor já está definido. Jesus Cristo, na cruz e na ressurreição, já conquistou a vitória. Há muitas partidas ainda na história, mas independente do que aconteça nestas partidas, Jesus Cristo já venceu o mundo, a carne e o diabo; já venceu o pecado, a doença e a morte, triunfando sobre todos eles ao terceiro dia, quando ressuscitou dentre os mortos, para uma vida plena e perfeita, na qual a morte, o último inimigo a ser destruído, já foi derrotada. E do mesmo modo que, numa partida de futebol, quem vence não é apenas o jogador que fez o gol da vitória, mas todo o time, somos mais que vencedores em Cristo, que já venceu. Em Cristo temos acesso a tudo o que precisamos para viver uma vida plena e feliz, pela sua graça. Em Cristo, somos conduzidos à restauração do primeiro grande projeto de Deus para a humanidade: a família restaurada pelo poder e a graça de Deus, firmada não na palavra da serpente, mas na Palavra de Deus.

"Ora, aos casados, ordeno, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se separe do marido (se, porém, ela vier a separar-se, que não se case ou que se reconcilie com seu marido); e que o marido não se aparte de sua mulher" (1Co 7.10-11).


CONCLUSÃO
Deus é Amor: o Amado, o Amante e o Amor. Deus é comunhão plena e perfeita consigo mesmo, mas resolveu nos criar à sua imagem e semelhança para participarmos de seu amor e comunhão. A família é o primeiro projeto de Deus ao ser humano. O pecado nos trouxe muitas crises, mas Jesus Cristo veio para nos reconciliar com Deus, conosco mesmos, com o próximo e com o restante da criação de Deus. Tudo o que precisamos para que o projeto de Deus de amor e comunhão na família seja realizado, encontramos em Cristo, na nova vida no Espírito, guiados não por outras vozes, mas pela Palavra de Deus.

Leia nossos posts!

Leia nossos posts!